sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Fase nada habitual



Não costumo ser assim pois não é comum tal acontecimento.
Não costumo ser assim pois não é comum tal pesar.
Não costumo ser assim pois não é comum tamanho encantamento.
Não costumo ser assim pois não é comum tanta alegria.
Não costumo ser assim pois não é comum tanta generosidade.
Não costumo ser assim pois não é comum tantos sabores.
E tantas cores!

Não costumo ser assim pois não é comum tal fragilidade.
Não costumo ser assim pois não é comum tanta fé.
Não costumo ser assim pois não é comum tamanho entendimento.
Não costumo ser assim pois não é comum tanta harmonia.
Não costumo ser assim pois não é comum tanto bem querer.


Não costumo ser assim pois não é comum tal pessoa.


-------

7 comentários:

  1. OI FERNANDA,

    realmente enigmático,hermético, alquímico e uma verdadeira proposta de solução de palavras cruzadas, enfim, um breve mais denso e instigante texto.

    Lindo instântaneo,revelador somente de uma rapidíssima exposição e muito curta desta sua fotografia, hoje, porém, com o foco muito bem ajustado.

    Se meus alguns anos bem vividos, não trairem minha análise à distância, eu arriscaria a dizer que este rosto lindíssimo, ensolarado por um cabelo loiro muito atraente,está às voltas com as coisas do amor.

    E se não for, assim como as flores, você deve estar sendo visitada pelo pássaro que prolifera o pólem e quem sabe não nascerão muitas outras neste seu jardim existencial.

    É um palpite, uma torcida e tudo que desejo!

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
  2. Pessoa incomum é um sorriso da vida; quando se confirma, uma gargalhada! Ter sorte no amor é ter sorte na vida...
    Oi! Vim via twitter conhecer o seu blog. Abraço!
    “Para o legítimo sonhador não há sonho frustrado, mas sim sonho em curso” (Jefhcardoso)

    Convido-te para que leia e comente no http://jefhcardoso.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Fernanda, ainda me surpreendo com algumas pessoas na internet, bem como na vida presencial, é verdade. Ainda me surpreendo. Obrigado por sua atenção! Beijo do blogueiro!

    ResponderExcluir
  4. Não costumo ser assim pois não é comum encontrar pessoas tão encantadoras como você.
    Bom demais visitar seu blog
    Bj

    ResponderExcluir
  5. Ainda bem que somos seres mutáveis, com variações então isso tras a graça ao ser humano, que numa hora pode estar chorando e na outra estar quase explodindo de alegria. A constancia tiraria toda a graça da humanidade. (Eddy santos)

    ResponderExcluir